+351 253 818 115

Casa do Arrabalde Branco 2021

Aroma com notas de fruta branca, bem atractivo, directo e a mostrar boa presença aromática Na boca sente-se um branco de acidez viva, aqui bem ligada à fruta e que resulta assim muito gastronómico

7,15 €
IVA a 13% incluído

Ref. ARRB167501


EAN
5605829000559

Capacidade
0,75l

Teor d'alcool
12º

Produtor
A&D Wines

Pais de origem
Portugal

Região
Vinho Verde

Tipo de produto
Vinho de Mesa Branco

Saúde
Contém Sulfites

Castas
Alvarinho,Arinto,Avesso

Descrição

Vinificação: Recebendo uvas na adega em caixas de 24kgs. Seleção manual seguida de desengace. Prensagem suave pneumática. O mosto fermentou em tanques de aço inoxidável a baixa temperatura. Estabilização e filtragem da luz. Nenhum tipo de derivado animal foi usado no processo de vinificação, tornando este vinho adequado para consumidores veganos. Foi tomado um cuidado especial na vinificação, minimizando qualquer intervenção, com o objetivo de produzir um vinho natural, que expresse as particularidades da vinha, da casta e do clima.

Emparelhamento: Ideal para acompanhar frutos do mar, pratos vegetarianos, aperitivos, petiscos, queijos frescos e carnes brancas.

 

Informação Complementar

Produtor | A&D Wines: Com uma tradição familiar de várias gerações na exploração agrícola na região de Baião, Alexandre Gomes recebeu em herança uma ligação à terra, às gentes e às atividades do campo que desde cedo o fascinam. 

Em 1991 iniciou o plantio de uma vinha nova com cerca de 5 hectares distribuídos por várias parcelas, Quintal, Tapadinha, Padronelo, Sarrabalde, Bogalhão e Várzea onde foram enxertadas vides das castas autóctones da região, avesso, arinto e alvarinho.

Com uma vinha já adulta e empenhados em dar a conhecer a qualidade dos vinhos produzidos, Alexandre e Dialina, sua esposa, constituem em 2005 a sociedade A&D Wines e projetam investimentos, quer na viticultura quer na criação de infraestruturas para a produção de vinhos de qualidade. Desde então as iniciativas e projetos multiplicam-se.

Adquire uma propriedade na mesma região , a Quinta dos Espinhosos, com uma uma área de vinha de 7 ha que permitirá viabilizar o projeto de montagem de uma adega com todo o equipamento necessário à elaboração de vinhos brancos de quinta.

O vinho Casa do Arrabalde é colocado no mercado em 2007 e em 2009 surge a primeira colheita de Espinhosos.

A colocação no mercado nacional afigurou-se difícil devido ao surgimento da crise financeira em 2008 e consequente retração do consumo em Portugal. Reagindo às dificuldades de entrada na distribuição no mercado português a A&D Wines rapidamente inicia incursões em vários mercados Europeus. Desde então vários mercados foram conquistados, Reino Unido, Irlanda, Bélgica, Holanda, Alemanha, Suíça, Dinamarca e Suécia.
Em 2014 e 2015 dá início à sua presença em mercados extra-comunitários, nomeadamente, o Canadá, EUA e Brasil. As exportações constituem a maioria das vendas – cerca de 90%. 

Em 2015, a A&D Wines decide avançar para um projeto mais ambicioso ao adquirir a Quinta de Santa Teresa, mais uma aposta na sub-região de Baião, com 33 ha de vinha a que se somam 5 ha da Casa do Arrabalde e 7 hectares da Quinta dos Espinhosos, o que perfaz um total de 45 ha. O objetivo a médio prazo é a atingir uma produção de 300.000 garrafas e colocar a Quinta de Santa Teresa no mapa do Enoturismo da região. 

Em 2016 disponibiliza quatro novas referências da colheita de 2015, primeira vindima da A&D Wines na Quinta de Santa Teresa. Surge a marca Monólogo para os três vinhos de casta e parcela única a saber Monólogo Arinto P24, Monólogo Avesso P67 e Monólogo Chardonnay P706, sendo esta última localizada na Quinta dos Espinhosos. É também apresentado o Singular, “blend” de escolha e gosto do Eng. Fernando Moura, enólogo da A&D Wines.

A Quinta de Santa Teresa, a mais recente incorporação neste projeto, localiza-se literalmente no limite entre a região dos Vinhos Verdes e a região do Douro. As suas vinhas situam-se a uma quota que vai de 150 a 340m. Aqui a rebentação acontece cedo e as maturações são precoces, as vinhas dispõem-se em socalcos separados por grandes muros de granito. Esta é a localização de excelência do Avesso, casta com acidez notável e que goza da oportunidade de um amadurecimento completo permitindo revelar nos vinhos monocasta o seu grande potencial de envelhecimento. Encontra-se em conversão para agricultura biológica.

Nas vinhas, a nossa missão passa fundamentalmente pelo acompanhamento cuidado das mesmas e sua envolvente, mantendo uma cobertura vegetal natural do solo e incentivando a biodiversidade do mesmo.